Uma publicação viral no Facebook sugere que Alain Berset, ministro da saúde suíço, visitou um hospital com doentes infetados com o novo coronavírus quando, na verdade, o estabelecimento estaria ocupado por manequins. As fotografias que a ilustram estão a ser apresentadas como uma indicação de que a pandemia de Covid-19 deve ser desvalorizada: “Uma coisa é quando há uma doença, outra coisa é brincar com a saúde de todos”, defende o autor da publicação. “Fica para reflectir o porquê de se brincar com todos, usando BONECOS como se fossem pacientes verdadeiros!”, pode também ler-se no texto que acompanha a publicação.

O autor da publicação ainda sugere que “já tentaram eliminar” a imagem, contribuindo para a ideia de que o que está aqui em causa é a denúncia de uma irregularidade e que o responsável suíço estaria a tentar passar uma imagem mais negativa da pandemia no país. Mas, no momento em que estas fotografias foram captadas, Alain Berset não estava a visitar uma sala de internamento com doentes de Covid-19; nem é verdade que os manequins tenham sido colocados num hospital para encenar uma sala repleta de doentes com quadros clínicos severos provocadas por uma infeção pelo novo coronavírus. Na realidade, o ministro da saúde suíço estava em visita a uma sala de formação para enfermagem.

É isso mesmo que confirma a legenda que o fotógrafo, Laurent Gilliéron, associou às imagens em causa: “O conselheiro federal [cargo equivalente a ministro da saúde na Suíça] Alain Berset discursa durante uma visita a uma aula prática na Haute Ecole Arc Sante, numa visita ao cantão de Neuchâtel durante a segunda vaga da pandemia de Covid-19 esta quarta-feira, 16 de dezembro de 2020, em Neuchâtel”.

Nesse dia, antes de visitar a sala de aulas práticas para enfermeiros naquele cantão, Alain Berset já tinha estado no Hospital Pourtalès, da Rede Hospitalar de Neuchâtel. Mas um jornal suíço, o Blick, descreveu as fotografias captadas na sala de enfermagem como sendo da visita ao hospital — um lapso, entretanto explicado e corrigido, que pode estar na origem destas publicações virais, mas falsas. 

Tendo em conta este contexto, as fotografias em causa não devem ser utilizadas para descredibilizar ou relativizar a letalidade que a Covid-19 pode significar nos infetados pelo novo coronavírus. Só na Suíça, 6.622 pessoas morreram de Covid-19, a maioria das quais nesta segunda vaga, que atingiu novos máximos em meados deste mês com 169 óbitos em 24 horas, reportados a 14 de dezembro. No mundo inteiro, 1,7 milhões de pessoas já morreram de Covid-19.

Conclusão

É falso que o ministro da saúde suíço tenha sido fotografado numa suposta sala de tratamento à Covid-19 que, afinal, estaria repleta de manequins, não de doentes reais. Nas imagens, Alain Berset estava numa sala de treino para enfermeiros e os manequins eram parte do material para as aulas práticas.

Naquele dia, o ministro já tinha estado num hospital naquela mesma cidade. Um meio de comunicação social confundiu as imagens dos dois momentos e afirmou que a sala com manequins era de um espaço com doentes de Covid-19, mas o erro já foi clarificado e retificado pelo jornal.

Estas imagens não podem, portanto, servir para desvalorizar a pandemia de Covid-19, uma doença que já matou 1,7 milhões de pessoas em todo o mundo.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge