A tese corre há vários meses e multiplica-se por páginas e grupos de Facebook que espalham teorias da conspiração: a NASA, agência espacial norte-americana, teria forjado a fotografia de uma paisagem na Bulgária, adulterando as cores da imagem para ficar num tom avermelhado e apresentando-a como se tivesse sido captada em Marte. “Assim é fácil ir ao inexistente planeta cor de ferrugem”, lê-se neste post, publicado a 7 de março, mas que replica uma montagem com as duas versões da fotografia — a original e a que teria supostamente sido alterada pela NASA.

Esta imagem é partilhada há meses com diferentes textos a enquadrá-la. Mas uma coisa têm em comum: todos os posts acusam a NASA de “enganar” o público e de as explorações em Marte não passarem de “mentiras”. “Marte é uma estrela errante e não propriamente uma coisa física, como a terra”, remata a publicação aqui reproduzida.

Acontece que a fotografia é, de facto, da Bulgária e não de Marte — mas a NASA nunca a utilizou, muito menos tentou fazê-la passar por uma imagem captada no planeta vermelho. Isso mesmo confirma, desde logo, uma pesquisa feita em duas ferramentas diferentes para apurar a origem de imagens publicadas na internet. A imagem aparece associada à página búlgara da revista National Geographic, assim como a vários blogues dedicados, sobretudo, ao tema das viagens.

Chega até a haver alguma confusão quanto à origem da fotografia, uma vez que o nome daquela formação rochosa, conhecida por “Stone Forest”, ou “floresta de pedra” — o nome verdadeiro é Pobitite Kamani –, coincide com o de uma outra paisagem, também conhecida por essa ‘alcunha’ mas situada na China. Certo é que em nenhum dos casos a imagem é associada a Marte.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além de esta pesquisa não remeter de nenhuma forma para o site oficial da NASA, numa pesquisa manual é possível confirmar que a agência espacial tem, de facto, publicado muitas fotografias tiradas em Marte, mas ao que é possível apurar nenhuma delas coincide com a que é usada por este utilizador do Facebook. A própria NASA — que o Observador tentou contactar, tendo recebido um e-mail informando que não seria possível enviar uma resposta em tempo útil — já esclareceu vários órgãos internacionais sobre o assunto. À agência noticiosa Reuters, por exemplo, fonte da agência espacial respondeu que “isto não é uma fotografia de Marte”.

NASA divulga novas imagens de Marte captadas pelo Perseverance

Existem variadas fotografias de Marte, e ainda mais desde que, a 18 de fevereiro, o Perseverance — o robô mais sofisticado enviado pela NASA ao planeta vermelho — chegou ao seu destino, numa missão acompanhada pelo mundo fora e registada pela própria NASA em fotografias e vídeos partilhados no seu site e redes sociais. A missão do Perseverance passa por procurar vestígios de vida (micróbios) no delta de um rio que chegou a existir em Marte.

NASA já publicou o primeiro álbum de fotografias do Perseverance em Marte

Conclusão

Este post é falso. Não há qualquer prova de que a NASA alguma vez tenha usado ou adulterado a imagem em causa, de uma formação rochosa na Bulgária, para a apresentar como se fosse de Marte. A própria agência espacial já veio, aliás, esclarecer isso mesmo, além de publicar regularmente muitas outras fotografias verdadeiras e captadas nas missões enviadas ao planeta vermelho.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge