Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os investigadores com projetos na área do ambiente têm até 16 de Outubro de 2014 para se candidatarem ao programa LIFE, promovido pela Comissão Europeia, que vai disponibilizar cerca de 239 milhões de euros para financiar projetos inovadores dedicados à natureza, biodiversidade, eficiência de recursos, alterações climáticas, entre outros temas.

“Nunca antes foram atribuídos fundos tão importantes a projetos inovadores de caráter ambiental e de conservação da natureza, o que contribuirá para alcançar um crescimento sustentável através do investimento numa economia eficiente na utilização dos recursos”, adiantou Janez Potočnik, comissário responsável pelo Ambiente.

Desenvolver novas formas de resposta aos desafios ambientais europeus, incidindo em tópicos como a conservação da natureza e biodiversidade, eficiência de utilização dos recursos, governação e informação em matéria ambiental é o objetivo da iniciativa. A medida ajudará os Estados-membros, segundo Potočnik, a pôr em prática “os seus planos e estratégias em domínios políticos essenciais, como a natureza, os resíduos, o ar e a água”.

O prazo para a apresentação de projetos tradicionais, que incidem nas áreas prioritárias da natureza e biodiversidade, ambiente e eficiência de recursos, governação e informação ambiental e do clima e mitigação e adaptação das mudanças climáticas, termina a 16 de Outubro. Quem tiver projectos integrados, aqueles que são aplicados numa escala territorial grande, como a transnacional, tem até dia 10 do mesmo mês para concorrer.

A iniciativa LIFE 2014-2020 é um programa de financiamento, que vai disponibilizar mais de 2,5 mil milhões de euros para o ambiente nos próximos sete anos. Em curso desde 1992, já ajudou a financiar mais de 4 mil projetos, nas edições anteriores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR