São 14,2 milhões de euros. Este é o valor do resultado líquido consolidado, ou seja, dos lucros que o Benfica registou na época passada. A Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do clube encarnado revelou esta quarta-feira os resultados do exercício de 2013/2014, sublinhando que o lucro aumentou 24,6 milhões face ao registo negativo (-10,3 milhões) da temporada anterior.

Esta evolução, analisou o clube em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), “representa um importante contributo para o equilíbrio económico da Benfica SAD, baseado no crescimento das receitas operacionais, na presença assídua na Liga dos Campeões e na obtenção de ganhos com a alienação de direitos de atleta”.

O passivo, contudo, aumentou quase 9 milhões de euros, estando agora em pouco mais de 449 milhões, o valor mais elevado desde junho de 2012 — número sobre o qual o clube nada refere no documento publicado esta quarta-feira.

Quanto a receitas com a transferência de jogadores, o Benfica obteve um total de 37,6 milhões de euros, um aumento de 174,6% face aos 13,7 milhões de lucro da época 2012/2013. Nesta categoria, o clube destacou as vendas, em janeiro, de “76% e 70% dos direitos económicos dos atletas Rodrigo e André Gomes, [que] ascenderam a 22,8 e 10,5 milhões de euros, respetivamente.”

Os passes destes jogadores, recorde-se, foram vendidos ao Meriton Capital Limited, fundo de investimento detido por Peter Lim, empresário que este verão comprou o Valência — clube onde ambos jogam atualmente.

Documentos

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR