O Conselho de Segurança da ONU condenou na terça-feira o ataque contra a Missão das Nações Unidas no Mali (MINUSMA), que causou a morte de um capacete azul em Kidal, salientando que estes ataques “podem constituir crimes de guerra”.

Os 15 países membros declararam unanimemente reiterar o seu “total apoio à MINUSMA e às forças francesas que a suportam”.

O Conselho de Segurança exige que o Governo do Mali “investigue rapidamente este ataque e leve os seus autores a responder perante a Justiça”.

Os países lembram aos “grupos armados que operam no norte do Mali o seu compromisso em cooperar com as Nações Unidas para evitar ataques contra os capacetes azuis, conforme a declaração que assinaram a 16 de setembro de 2014 em Argel”.