Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Pentágono informou esta quinta-feira que ataques aéreos levados a cabo pelos Estados Unidos nas últimas semanas mataram três líderes militares do Estado Islâmico no Iraque, avança o Wall Street Journal.

No final de novembro, um ataque matou Radwin Talib, o governador do Estado Islâmico em Mosul. Entre 3 e 9 de dezembro foram mortos Abd al Basit, líder das operações militares do EI no Iraque, e Haji Mutazz, uma figura próxima de Abu Bakr al-Baghdadi, o líder do grupo.

Uma fonte da defesa ouvido pelo jornal norte-americano disse que os ataques da coligação estão a enfraquecer significativamente a liderança do grupo jihadista no Iraque. Mas um analista do Instituto de Estudos da Guerra citado pelo mesmo jornal, Ahmed Ali, defende que a organização se tem mostrado capaz de substituir os seus comandantes e que estas baixas não vão significar o fim do Estado Islâmico.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR