Um exemplar de uma primeira edição do romance “Cem anos de solidão”, do escritor colombiano Gabriel García Marquez, foi roubado no sábado na Feira do Livro de Bogotá, na Colômbia. O livro, autografado por García Marquez, tinha sido emprestado por um livreiro para integrar a exposição central da feira, dedicada a Macondo, a aldeia imaginária criada por aquele autor para servir de cenário a “Cem anos de solidão”.

A organização deu pela falta do livro no sábado, tendo confirmado depois oficialmente o roubo da obra e iniciado uma investigação para averiguar o caso. “Cem anos de solidão”, um dos mais conhecidos romances de García Marquez e da literatura latino-americana, foi publicado pela primeira vez em 1967 pela Editorial Sudamericana de Buenos Aires.

Em homenagem ao escritor colombiano, Nobel da Literatura em 1982 e que morreu a 17 de abril de 2014, a Feira do Livro de Bogotá dedicou um pavilhão em exclusivo ao autor. O pavilhão contou com instalações artísticas e atividades culturais, tendo como mote o romance “Cem anos de solidão” e a história da família Buendía-Iguarán, no cenário de Macondo, a localidade fictícia inspirada em Aracataca, onde o escritor nasceu.

A Feira do Livro de Bogotá (FILbo), na qual Portugal foi país convidado em 2013, termina nesta segunda-feira.