O Conselho de Prevenção da Corrupção, que trabalha junto do Tribunal de Contas na luta contra a corrupção na administração pública, vai acompanhar a privatização da TAP, assegurou esta manhã o presidente do Tribunal de Contas, Guilherme de Oliveira Martins. A reunião com a comissão de acompanhamento da privatização da TAP deverá acontecer até ao final deste mês.

“O processo de privatização é complexo e o Conselho considerou ser essencial um acompanhamento rigoroso”, disse esta manhã Oliveira Martins. O presidente do Tribunal de Contas não quer os cidadãos fiquem com “qualquer dúvida” em relação à transparência do processo, garantindo que até agora o Governo tem prestado toda a informação solicitada pelo Conselho de Prevenção.

“O processo está a ser acompanhado em nome da transparência e para que o interesse nacional seja salvaguardado”, salientou o Presidente deste tribunal, referindo que este é um processo habitual em todas as privatizações e as conclusões do relatório serão tornadas públicas. Este processo acontecerá antes da finalização do processo de privatização e ao mesmo tempo, o Tribunal de Contas tem a decorrer uma investigação que acompanha também a venda da TAP cujas conclusões serão conhecidas depois do seu desfecho.