O incêndio que deflagrou esta quarta-feira na Rua Vasco da Gama Fernandes, perto do Aeroporto de Lisboa, na zona das Calvanas, já foi controlado, anunciou o segundo comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa. Os trabalhos de rescaldo deverão prolongar-se durante a noite.

[jwplatform fqSRlMYj]

O fogo deflagrou por volta das 13h num descampado na Charneca do Lumiar, junto à Avenida Santos e Castro, atingindo depois os Armazéns António José Moreira, de materiais de construção civil.

Quando os bombeiros chegaram ao local, cerca de cinco minutos depois de o alerta ter sido dado, já o incêndio tinha atingido os armazéns, onde estão armazenados produtos inflamáveis. Ao Observador, fonte do Regimento de Sapadores Bombeiros acrescentou que no interior existe “um depósito com cinco mil litros de combustível”.

No terreno estão 18 viaturas de combate dos Bombeiros Sapadores de Lisboa, oito viaturas de apoio e comando e uma ambulância. Ao todo, são 69 os operacionais (profissionais e voluntários) que se encontram a combater as chamas. Foi pedido um reforço do abastecimento de água, que já se encontra no local.

[jwplatform 23cSM3Dk]

Em declarações aos jornalistas, o Marjor Tiago Lopes, dos Bombeiros Sapadores de Lisboa, esclareceu que não se encontrava ninguém no armazém. De acordo com a mesma fonte da PSP, “não há vítimas até ao momento”.

Os serviços de prevenção e combate a incêndios da ANA – Aeroportos estão em alerta, afirmou ao Observador, Luís Sismeiro, do gabinete de imprensa, mas para já não há quaisquer alterações ao tráfego aéreo. “A altitude a que passa a coluna de fumo” não afeta a visibilidade e “não há para já quaisquer quedas de partículas, daí a ausência de constrangimentos” ao tráfego aéreo, acrescentou.

https://twitter.com/j_duarte/status/631446736750399488

Se está ou esteve perto do local do incêndio e registou o momento com uma fotografia, envie-nos a imagem para o email leitor@observador.pt.