A ilha de Tristão da Cunha é o território habitado mais remoto do mundo. A cidade mais próxima, a Cidade do Cabo na África do Sul, fica a 2.816 km. Não existe aeroporto, e por isso são necessários 7 dias para lá se chegar por mar. Entre os 268 habitantes contam-se 23 estudantes. Mas faltam professores.

Esta ilha, onde as estatísticas do INE sobre o emprego não dariam polémica, surgiu de uma erupção vulcânica no meio do Oceano Atlântico. Foi descoberta pelo explorador português Tristão da Cunha em 1506 e foi anexada pela Coroa Britânica em 1816.

Segundo conta o ABC, o território não despertou qualquer interesse por parte dos exploradores devido à sua paisagem montanhosa, à ausência de um porto natural, à falta de terras para a agricultura e devido a um clima severo com chuvas e forte rajadas de vento durante todo o ano.

Mesmo assim surgiram pessoas dispostas a viver na ilha. E há ofertas de emprego.