Zaid e o pai estiveram este sábado em Madrid e o que o menino sírio de 7 anos sempre sonhou tornou-se realidade: entrou em campo de mão dada com Cristiano Ronaldo, antes do jogo contra o Granada que o Real acabou por vencer por 1-0. Toda a equipa madrilena trazia vestida uma t-shirt de apoio aos refugiados.

Real Madrid's Portuguese forward Cristiano Ronaldo (L) enters the pitch with Zaid, son of Osama Abdul Mohsen (C), the Syrian refugee who made world headlines when a Hungarian journalist tripped him over as he fled, before the Spanish league football match Real Madrid CF vs Granada FC at the Santiago Bernabeu stadium in Madrid on Spetember 19, 2015. AFP PHOTO/ JAVIER SORIANO (Photo credit should read JAVIER SORIANO/AFP/Getty Images)

JAVIER SORIANO/AFP/Getty Images

Ontem o pequeno Zaid, de sete anos, e o pai — que está a treinar um clube de Getafe — foram recebidos pelo presidente do clube madrileno, Florentino Perez, que lhes mostrou o museu e depois os levou ao treino, onde Zaid conheceu o seu jogador preferido.

https://www.youtube.com/watch?v=B7oKQJ96iV4#t=49

A história de Zaid e de Osama Abdul Mohsen, o pai, correu mundo quando, na Hungria, foram rasteirados por uma repórter de imagem quando estavam em fuga. Pai e filho estão agora em segurança, vivem em Getafe, Osama já está a trabalhar e Zaid, fugido da guerra e acolhido na Europa,  pode ser um rapaz como tantos outros, que gosta de jogar à bola. Todos os finais pudessem ser assim felizes.