Viajar pode ser das experiências mais gratificantes. Permite conhecer locais, histórias e culturas novas. Mas nem sempre as partidas são tranquilas. E por vezes os momentos de maior desconforto e de nervos podem ter origem nos próprios aeroportos. Pelo menos em alguns deles. Por isso os 10 mil utilizadores do site sleepinginairoports.net escolheram os piores aeroportos da Europa para pernoitar e para esperar por um voo.

Nesta plataforma é possível avaliar a limpeza, as ofertas de lazer e restauração, o tempo de espera nos postos de controlo e a comodidade dos aeroportos. Depois, com base nestas avaliações, o site elaborou uma lista com os 10 piores aeroportos peuropeus. Por isso, e se por acaso alguma dia passar por algum destes previna-se, porque comodidade e conforto é coisa que não existe em abundância.

Aeroporto Internacional de Beauvais-Tille, França (BVA) 

O primeiro lugar vai para este aeroporto francês. O site descreve-o como sendo “inequivocamente o pior aeroporto da Europa.” Isto porque, quando se compra um voo para Paris a possibilidade de se aterrar aqui é grande. O problema é, depois de aterrar, para se chegar à capital francesa é preciso percorrer quase 90 km. Indo de autocarro isso demora, aproximadamente, 1 hora e 15 minutos. Além disso, os utilizadores elegem a quantidade insuficiente de cadeiras, a pouca limpeza das casas de banho e a antipatia do pessoal como as principais características do aeroporto, e que fazem dele o pior do continente europeu.

Mas há uma coisa boa. Segundo conta quem já lá esteve, o wi-fi funciona bem.

paris-beauvais-airport-pc

Aeroporto Nacional de Santorini (Thira), Grécia

As ilhas gregas podem ser locais paradisíacos, mas os seus aeroportos são uma verdadeira dor de cabeça. Principalmente durante o verão.

Em Santorini está localizado o primeiro de quatro aeroportos gregos desta lista. O tamanho é uma das principais queixas dos utilizadores. Isto porque, durante o verão, o terminal pode transformar-se num autêntico caos. Encontrar uma cadeira disponível é uma missão praticamente impossível e comer alguma coisa pode também ser complicado. Isto porque a oferta de restauração é quase nula.

Mas pior que isto é a ausência de ar condicionado. E lembre-se que estamos a falar na época do verão. E claro, num local onde não existe ar condicionado e onde o espaço para albergar tantas pessoas é pequeno, a limpeza não pode ser satisfatória. Mas os utilizadores escolhem uma coisa boa. É que depois de passar por este inferno, aproveitar o que a ilha de Santorini tem não podia saber melhor.

santorini

Aeroporto Internacional de Rodes, Grécia

Outra vez a Grécia. Mas não vai parar por aqui. E outro destino para umas férias de sonho. Localizado perto da fronteira com a Turquia, os utilizadores descrevem as filas neste aeroporto como “intermináveis”. Seja nos postos de controlo como nas variadas lojas.

Aqui procurar cadeiras nem sequer é problema. Pelo menos se ler este artigo antes. Porque elas nem sequer existem, fica já a saber. E se quiser comer alguma coisa, os utilizadores aconselham: leve de fora.

rhodes-airport-pc

Aeroporto Internacional de Creta Heraklion, Grécia

Continuamos nas ilhas gregas. E agora na maior e mais populosa. E no seu principal aeroporto. Aqui os viajantes questionam-se muitas vezes o porquê de existir apenas uma máquina de raios X para todos os passageiros. As filas neste aeroporto podem chegar, nos meses de maior afluência, às duas horas de espera. Nem é preciso referir que é aconselhável chegar com antecedência.

Uma coisa boa: se quiser ou necessitar de pernoitar aqui, problemas com luz não vai ter. É que elas mal funcionam.

heraklion-airport-pc

Aeroporto Internacional Schönefeld de Berlim, Alemanha

Finalmente saímos da Grécia. Vamos agora até à Alemanha. Pois parece que aí nem tudo funciona à boa maneira alemã. A organização e rigidez germânica não chegaram ali.

Este aeroporto é um grande centro de voos low cost. Por isso, os 20 km de distância do centro de Berlim podem não surpreender muita gente. Mas o número de cadeiras, restaurantes e lojas podem ser uma dor de cabeça. Mas o wi-fi funciona bem e gratuitamente durante uma hora. Para dormir, o segundo andar é o lugar ideal com assentos próprios para o efeito .

berlim

Aeroporto Internacional de Corfu, Grécia

Regressamos à Grécia. Mas pela última vez. E viajamos até a ilha de Corfu, destino de férias para todas as idades. A diversão é garantida. Mas não no aeroporto.

Alguns utilizadores dizem que muitos presidiários recebem mais comida do que os passageiros que passam por este aeroporto. Mesmo que tenham todo o dinheiro do mundo para a comprar. À semelhança de outros aeroportos gregos o ar condicionado não existe e as filas não acabam. A espera pode demorar seja para embarcar ou para sair do edifício.

corfu-airport-pc

Aeroporto Internacional de Roma Ciapino, Itália

Este aeroporto secundário da capital italiana é o grande destino dos voos low cost. A falta de cadeiras e as longas filas são as razões da maioria das queixas das pessoas. Mas também a arquitetura. Segundo alguns utilizadores a pobreza arquitetónica do edifício pode ser incómoda.

No entanto, a internet funciona bem, rapidamente e é gratuita sem qualquer restrição horária. Outras das suas vantagens é a boa ligação entre os transportes públicos e a Estação Termini de Roma.

14452831966961

Aeroporto Internacional de Bruxelas Charleroi, Bélgica

Este aeroporto belga é criticado pela falta de cadeiras, aquecimento, wi-fi grátis ou lojas. Restaurantes abertos 24 horas não existem e os transportes para o centro da cidade a horas tardias não funcionam.

Para além disso, este aeroporto é utilizado para inúmeras escalas. Por isso são muitas as pessoas a ter de passar por lá a noite. Devido ao seu reduzido tamanho, se tiver de lá pernoitar, leve cobertores porque a probabilidade de dormir ao relento é grande.

brussels-charleroi-airport-pc

Aeroporto Internacional de Bergamo Orio al Serio, Itália

Estas é uma das vias mais económicas para se chegar, por exemplo, a Milão. Já foi considerado o pior aeroporto da Europa, mas tem vindo a melhorar, posicionando-se agora na 9.ª posição deste ranking.

Para isto pode ter contribuído o maior número de restaurantes e uma sala de descanso mais ampla. Mas as reclamações não desapareceram. Isto porque a viagem de 50 km até Milão pode ser dispendiosa e demorada.

14452834930014

Aeroporto de Londres Luton, Inglaterra

Chegamos ao último lugar da lista. Este que é o melhor dos piores aeroportos da Europa. O aeroporto de Luton é utilizado por aqueles que querem chegar a Londres através de passagens aéreas simpáticas em termos financeiros. Mas sair dali pode sair bem caro. Primeiro, para se chegar a Londres há que percorrer 48 km num autocarro que, só para entrar no recinto do aeroporto, obriga a pagar 2 libras e meia (mais de três euros). Ma há mais: também é cobrado o saco para se colocar os líquidos que têm entrada proibida no avião bem como o wi-fi.

Aqui até há alguma variedade de restaurantes. Mas segundo alguns passageiros a qualidade deixa um pouco a desejar. Esta situação juntamente com a falta de cadeiras e bancos fazem do aeroporto de Luton o décimo pior do continente europeu.

14452835640293