“A Comissão propõe uma grande reformulação do chamado quadro de homologação da União Europeia [UE]” a nível dos automóveis, segundo uma informação do executivo comunitário, que pretende que equipas da UE passem a fazer controlos aleatórios. Nesta proposta, Bruxelas solicitou que os testes nos países passem a ser pagos por um fundo governamental, em vez dos fabricantes, para travar eventuais conflitos de interesses nas aprovações.

“Com as nossas propostas vamos aumentar a qualidade e a independência dos testes aos automóveis e melhorar a supervisão das viaturas já em circulação”, comentou a comissária responsável pela área, Elzbieta Bienkowska, acrescentando que as novas regras são essenciais para uma concorrência mais justa.

Bruxelas notou que os Estados-membros continuam com a obrigação de multar os incumprimentos e que devem apresentar um relatório anual sobre esses valores. Estas propostas devem ser agora negociadas com o Parlamento Europeu e Conselho Europeu, a instituição que representa os Estados-membros em Bruxelas.