A NASA lançou a gravação de uma conversa entre os astronautas Eugene Cernan e John Young onde os dois juravam ter ouvido “uma música de assobio” enquanto passavam o lado oculto da Lua a bordo da missão Apollo 10. A conversa entre os dois astronautas já era conhecida desde 2008, mas só agora é que a agência espacial decidiu tornar pública a gravação.

Tudo aconteceu em 1969 quando os cientistas não tinham modo de comunicar com a Terra por estarem a passar na região oculta da Lua. Eugene Cernan e John Young não esperavam portanto ouvir nenhuma informação a sair dos instrumentos de comunicação, quando foram surpreendidos por um som dos microfones e que chamaram de “música do outro mundo”. Ainda ponderaram se reportavam a situação aos chefes em Terra, mas temeram que a sua sanidade mental — e consequente capacidade de entrar em missões futuras — fosse posta em causa.

Embora os relatos dos astronautas tenham suscitado várias teorias — entre as quais, claro, uma tentativa extraterrestre de estabelecer contacto — a NASA já explicou o que causou essa “música”. Foi apenas a interferência entre os instrumentos do módulo lunar e do comando lunar. De facto, quando Michael Collins pilotava a Apollo 11 sozinho na face oculta da Lua enquanto os colegas Buzz Aldrin e Neil Armstrong a exploravam, também ouviu esse som. Mas o astronauta já tinha sido avisado de que ele poderia surgir e não lhe deu grande importância.