De modo a assinalar o Dia Internacional da Mulher, que se celebra esta terça-feira, a Google decidiu criar um doodle especial. Em vez dos habituais bonecos animados, a empresa desafiou mulheres de carne e osso, de vários pontos do globo, a completarem a frase “one day I will…” (“um dia, eu irei…”) e a partilharem as suas ambições e sonhos.

Para além de perfeitas desconhecidas, o vídeo contou com a participação da primatologista Jane Goodall, de Malala Yousafzai e da ativista Muzoon Almellehan. Goodall admitiu que gostava de um dia puder sentar-se frente a frente com o Papa e de lhe falar sobre as questões ambientais. Já a vencedora do Prémio Nobel da Paz e a ativista síria Muzoon Almellehan esperam que seja possível continuarem a trabalhar para que, no futuro, todas as jovens possam estudar.

Liat Ben-Rafael, co-criadora do doodle, disse ao jornal britânico Mirror que pretendia que o vídeo mostrasse “mulheres reais”, e não personagens animadas, como é habitual. “O Dia Internacional da Mulher é uma celebração das mulheres que trabalham para um futuro melhor e, nesse sentido, era importante para mim que celebrasse as mulheres reais“, disse.

Ao mesmo jornal Ben-Rafael salientou criticamente o facto de algumas pessoas acharem que não é necessário existir o Dia Internacional da Mulher, porque “existe uma candidata presidencial nos Estados Unidos que é uma mulher” ou porque “vai haver uma mulher na nota de dez dólares norte-americanos” (no ano passado, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos da América anunciou que queria incluir uma mulher na nota de dez dólares onde, por enquanto, apenas está representado Alexander Hamilton, um dos fundadores da nação norte-americana).

“Eu diria que é tarde para essas coisas”, frisou a co-criadora do doodle. “É ótimo que estejam a acontecer, mas é apenas o início. E, definitivamente, ainda não chegámos lá.”

Para além do vídeo, foi também criada a hashtag #OneDayIWill, através da qual as mulheres estão a ser incentivadas a partilharem as suas ambições e sonhos nas redes sociais.

No Rio de Janeiro, um dos cenários do vídeo da Google, este desafio de “Um dia eu irei…” foi um pouco mais longe:

No Twitter a hashtag está a ter bastante sucesso, tendo já sido adotada não apenas por algumas das protagonistas do vídeo – como Jane Goodall, a primatologista que estudou o comportamento dos gorilas da África Central e é uma das ambientalistas mais respeitadas do mundo -, como por mulheres de todos os cantos do planeta. Eis alguns exemplos: