Dark Mode 137kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Reconstrução do arco de Palmira chega a Londres a 19 de abril

O arco de Palmira, destruído naquela cidade síria, foi reconstruído em mármore através da maior impressora 3D do mundo e vai ser instalado na Praça Trafalgar, em Londres.

i

AFP/Getty Images

AFP/Getty Images

Foi destruído pelo Estado Islâmico, mas vai renascer a 19 de abril na praça de Trafalgar, em Londres. O arco de Palmira, uma das construções mais simbólicas daquela cidade síria considerada Património Mundial da Humanidade, foi destruído pelo Estado Islâmico em outubro, mas uma equipa do Instituto Digital de Arqueologia em cooperação com a Fundação Museu do Futuro do Dubai, reconstruiu em mármore esta obra com a maior impressora 3D do mundo.

A ideia destas organizações ao instalarem a reprodução do arco de Palmira em Londres é, segundo Mohammed Abdullah Al Gergawi, ministro do Futuro do Emirados Árabes Unidos, lembrar “a quem pensa que pode apagar a nossa herança mundial com atos de destruição” que é possível recriar estas obras e mostrar que construir é mais “forte” do que destruir. O arco vai ficar na capital britânica entre dia 19 e dia 21 de abril, mas Boris Johnson, presidente da Câmara de Londres, terá pedido que a construção ficasse mais tempo.

A construção vai ser montada na praça londrina e apenas vai demorar um dia a ser concluída. A reprodução foi feita em mármore egípcio na oficina Carrara, em Itália. “É exatamente o mesmo que acontecia com Miguel Angelo. Nada mudou”, diz Giacomo Massari, um dos donos da oficina, ao Telegraph sobre a construção em 3D do novo arco.

A combination of images shows a general view (top) taken on June 19, 2010 of the Arc de Troimphe (Triumph's Arc) prior to being destroyed by Islamic State (IS) group jihadists in October 2015 and the remains of the iconic structure after government troops recaptured the ancient city of Palmyra from IS fighters on March 27, 2016. Archaeologists were rushing to the ancient city of Palmyra on March 27, 2016 to assess the damage wreaked by the Islamic State group, after it was ousted by the Syrian army in a bloody battle. / AFP / LOUAI BESHARA AND STRINGER (Photo credit should read LOUAI BESHARA,STRINGER/AFP/Getty Images)

O arco de Palmira antes e depois da destruição do Estado Islâmico

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.