Os corpos dos alpinistas Alex Lowe e do cameraman David Bridges foram encontrados na montanha de Shishapangma, 16 anos depois de terem sido soterrados por uma avalanche.

Em 1999, Alex Lowe, considerado como um dos melhores alpinistas de sempre e cuja alcunha era ‘Pulmões com Pernas’, fazia parte de uma expedição que se encontrava no Tibete a escalar a montanha de Shishapangma, com 8.013 metros de altitude. Quando Lowe e Bridges se encontravam a 5.000 metros de altitude, um bloco de gelo soltou-se, 1.800 metros mais acima, e provocou uma avalanche que soterrou Lowe e o cameraman David Bridges, explicou ao The Guardian Conrad Anker, um outro montanhista que também fazia parte da expedição.

Os corpos agora encontrados dentro de um cubo de gelo foram descobertos por dois alpinistas que também eles tentavam escalar a montanha de Shishapangma. O equipamento dos corpos foi descrito a Anker, que reconheceu a cor dos casacos e das botas de Lowe e Bridges.

Jennie Lowe-Anker, a mulher de Lowe que casou com Conrad Anker depois da morte do marido, expressou o seu agradecimento pela descoberta dos dois corpos: “Estamos extremamente agradecidos.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://twitter.com/GcMeena1/status/726995629176590336

Lowe era conhecido pela sua força e resistência, tendo escalado por duas vezes o monte Evereste (8.848 metros) e foi responsável pelo salvamento de nove alpinistas espanhóis na montanha de Denali (6.190 metros), no Alasca.

David Bridges era também alpinista, bem como bi-campeão nacional de parapente americano. O americano foi contratado como cameraman para documentar a expedição patrocinada pela North Face à montanha de Shishapangma, no Tibete.