A produção industrial cresceu em março 1,9% na zona euro e 2,4% na União Europeia face ao mesmo mês de 2016, divulga o Eurostat num boletim em que os dados para Portugal estão referidos como “confidenciais”.

Já na comparação com fevereiro, a produção industrial recuou 0,1% nos 19 países da moeda única e manteve-se estável no conjunto dos 28 Estados-membros.

Em termos homólogos, as maiores subidas na produção industrial foram registadas, em março, na Estónia (14,8%), na Roménia (10,2%) e na Letónia (10,0%), tendo a Holanda sido o único país com uma quebra (-2,2%) no indicador.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, na variação em cadeia a Lituânia (-3,1%), a Grécia (-2,0%) e a Holanda (-1,7%) registaram as maiores quebras e a Roménia (2,6%), a Estónia (2,4%), a Polónia (2,1%) e a França (2,0%) as subidas mais significativas.

Os dados sobre Portugal estão assinalados, no boletim, com a letra c, o que significa que estão classificados como confidenciais.