A Assembleia da República marcou esta terça-feira, por decisão de Ferro Rodrigues, a eleição de todos os órgãos externos em falta para 19 de julho, o último plenário previsto na atual sessão legislativa.

“Foi uma marcação do presidente da Assembleia da República, as eleições ocorrerão ou não dependendo da apresentação de listas pelos partidos”, referiu o porta-voz da conferência de líderes, o social-democrata Duarte Pacheco.

Pendentes há meses, por falta de entendimento entre o PS e o PSD, estão a indicação dos nomes que competem ao parlamento indicar na Entidade Reguladora da Comunicação Social e do membro em falta para o Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República Portuguesa (CFSIRP), depois de o nome da vice-presidente e deputada do PSD Teresa Morais ter falhado os dois terços necessários.

Para o dia 19 de julho, ficou também marcada a eleição do futuro Provedor de Justiça e para elementos do Conselho Nacional de Proteção de Dados, Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida e Conselho de Fiscalização da Base de Dados de Perfis de ADN.