Centenas de pessoas concentraram-se esta terça-feira frente ao parlamento de Kiev em protesto contra uma nova lei relacionada com as regiões do leste do país sob controlo dos separatistas.

A manifestação frente à Rada (parlamento), no centro da capital, acabou por degenerar em confrontos, com pelo menos um polícia ferido e várias detenções.

A polícia ucraniana referiu que os manifestantes utilizaram gás pimenta e arremessaram pedras e pneus em direção ao contingente policial.

Os manifestantes eram liderados por Semyon Semyonchenko, um antigo comandante de um batalhão de voluntários no leste da Ucrânia suspeito de violações dos direitos humanos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Semyonchenko e os seus apoiantes consideram a nova lei demasiado benévola para os líderes separatistas.

O conflito entre os separatistas pró-russos do leste da Ucrânia e as tropas governamentais começou na primavera de 2014, com um balanço de mais de 10 mil mortos.