Os Estados Unidos anunciaram esta quinta-feira sanções contra uma rede de financiamento dos Guardas da revolução, o exército de elite do regime iraniano, através de transferência de divisas entre os Emirados Árabes Unidos e o Irão.

Estas sanções, as primeiras desde que o Presidente dos EUA Donald Trump anunciou na terça-feira a saída do seu país do acordo nuclear iraniano, dirigem-se a seis indivíduos e três entidades iranianas.

Os alvos das sanções são acusados de integrarem “uma vasta rede de troca de divisas que forneceram e transferiram milhões de dólares à Força Quds dos Guardas da revolução”, precisa em comunicado o departamento do Tesouro norte-americano.