Cruz Vermelha

Cruz Vermelha pede à imprensa que, depois do Mundial 2018, dê atenção às crises humanitárias

A Cruz Vermelha pede aos meios de comunicação social que, depois de terminado o Mundial, reduzam os conteúdos relacionados com futebol e os substituam por conteúdos referentes à atividade humanitária.

MOHAMMED BADRA/EPA

A Cruz Vermelha Portuguesa apelou esta quinta-feira à comunicação social para substituir, no final do Campeonato do Mundo, a informação sobre futebol por programas que alertem para as “contínuas crises humanitárias” no mundo, que são “verdadeiramente desumanas e intoleráveis”.

Atendendo às constantes catástrofes naturais e à “evolução preocupante do processo de alterações climáticas”, a Cruz Vermelha propõe que, depois de terminado o Campeonato do Mundo de Futebol, “os órgãos de comunicação social, durante uma semana, reduzam ou interrompam os programas televisivos, radiofónicos e as matérias de imprensa escrita sobre futebol profissional e os substituam por conteúdos referentes à atividade humanitária, à promoção da saúde pública e ambiental, bem como à inclusão social (em Portugal e no Mundo)“.

Trata-se de um apelo da Cruz Vermelha Portuguesa à comunicação social, porque são contínuas as crises humanitárias que ocorrem no Mediterrâneo, no Médio Oriente, em África, em todo o mundo, com situações verdadeiramente desumanas, intoleráveis, até porque são evitáveis”, disse à agência Lusa o presidente da organização, Francisco George.

A Cruz Vermelha Portuguesa reconhece o interesse que os temas desportivos despertam na maioria dos portugueses e “o papel principal que a Federação tem desempenhado”, mas acredita que estas propostas signifiquem “uma tomada de consciência, a título simbólico e experimental, e uma vontade de trabalhar em conjunto para construir um país e um mundo mais unidos em torno dos direitos humanos”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
China

Os chineses vestem Prada /premium

Diana Soller

Depois de quatro décadas de crescimento, consolidação e expansão económica internacional não acreditar que Pequim veio para ficar como importante ator no sistema internacional só pode ser uma ilusão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)