A rapariga tímida e “maria-rapaz” que nos últimos tempos chegou a ter Madonna como companheira numa passagem de ano morreu aos 95, mas deixou um extenso repertório e uma vida marcada por conquistas, contra-tempos e muitas curiosidades. Fazendo uma revista ao seu percurso desde que nasceu na aldeia de Alpedrinha, no Fundão, em 1923, percebe-se que a “força de viver” que muitos lhe gabam foi uma constante.

Nas imagens desta fotogaleria recorde o percurso da mais antiga fadista portuguesa.