O Presidente russo, Vladimir Putin, avisou esta quarta-feira os Estados Unidos que, se os norte-americanos começarem a desenvolver mísseis banidos por tratados internacionais, a Rússia fará o mesmo.

As declarações de Putin às agências noticiosas russas acontecem um dia depois de o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ter anunciado em Washington que as obrigações dos norte-americanos perante o Tratado de Forças Nucleares Intermediárias (INF) ficam suspensas em 60 dias.

O Presidente Donald Trump anunciou no início do ano que iria romper o INF, acusando a Rússia e a China — que não é signatária do tratado — de sistemáticas violações.

O Presidente russo sempre negou essa acusação e respondeu esta quarta-feira que a decisão dos EUA de abandonar o INF significa, na realidade, que os norte-americanos pretendem desenvolver os mísseis banidos pelo tratado. Nesse caso, avisa Putin: “Faremos o mesmo”.