Rádio Observador

França

Do turista tailandês ao jornalista italiano, quem são as vítimas do ataque em Estrasburgo?

Três pessoas morreram e 12 ficaram feridas no ataque de terça-feira. As vítimas têm entre 18 e 65 anos: do turista tailandês que perdeu a vida ao jornalista italiano em estado grave.

Rue89Strasbourg/Twitter

O tiroteio desta terça-feira em Estrasburgo, França, fez três mortos, deixou uma quarta pessoa em morte cerebral e outras 12 pessoas feridas, cinco em estado grave e oito com ferimentos ligeiros. As vítimas do ataque no mercado de Natal, avança o Le Figaro, têm entre 20 e 65 anos e os mais variados perfis. Não há nenhuma criança entre as pessoas afetadas.

Uma das vítimas mortais era um ex-funcionário do banco Crédit Agricole, em Estrasburgo, nascido em 1957. Na noite do atentado, o homem estava com a mulher e os filhos num restaurante na Rue du Saumom. Segundo o relato de um dos empregados, o homem pagou a conta e a mulher e os filhos foram à casa de banho. A vítima acabaria por sair do restaurante e foi já na rua que foi alvejada. Morreu 15 minutos depois de ter sido ferido e antes de as ambulâncias chegarem.

A segunda pessoa a perder a vida foi um turista tailandês de 45 anos, baleado a caminho do mercado de Natal na companhia da mulher que também ficou ferida no ataque. O homem que a BBC diz ser Anupong Suebsamarn morreu na sequência de um disparo na cabeça. O casal chegara à cidade no dia anterior. A mesquita de Estrasburgo publicou uma nota de pesar na respetiva conta de Facebook, confirmando a morte de um dos seus membros. O jornal Khao Sod, citado pela France 24, diz que Anupong era dono de uma fábrica de noodles em Chachoengsao, província tailandesa a leste de Banguecoque. O mesmo jornal dá conta que o casal tinha originalmente planeado visitar Paris, mas adiou a estadia na capital francesa por causa dos protestos dos coletes amarelos.

À Allah nous appartenons et à lui nous retournons…Nous apprenons que notre frère Kamal vient de décéder des suites…

Posted by Grande Mosquée Eyyûb Sultan de Strasbourg on Wednesday, December 12, 2018

Esta quinta-feira foi declarada uma terceira morte pelas autoridades, da qual ainda não se conhece a identidade.

Há uma quarta vítima em morte cerebral na sequência do ataque. Escreve a France24 que o homem de 40 anos seria o dono de uma oficina local, sendo originalmente do Afeganistão. Terá sido atingido na cabeça.

Entre os feridos está um jornalista italiano de 28 anos que estava em Estrasburgo em trabalho, a cobrir a assembleia plenária do Parlamento Europeu para a Europhonica, uma rede de rádios comunitárias. O jornalista, que a agência de notícias ANSA diz tratar-se de Antonio Megalizzi, está em estado grave, tal como confirma a Europhonicaatravés do Facebook.

#IT Riguardo allo staff italiano di Europhonica a Strasburgo: dobbiamo confermare che la situazione è grave. Il collega…

Posted by Europhonica on Wednesday, December 12, 2018

Dois músicos foram também baleados no café Les Savons d’Hélène — um percussionista foi atingido no pescoço e ainda estava em coma na noite de quarta-feira, enquanto o guitarrista já estará consciente. Ambos fazem parte de um coletivo de arte e espaço de performance chamado Mimir. Um terceiro homem, também ele associado a este coletivo, encontra-se em estado grave com um ferimento na cabeça. O Le Parisien diz ainda que um pintor de casas, pai de duas crianças, também foi gravemente atingido. A proprietária da fábrica de laticínios Lorro, Christelle Lorho, também confirmou, via Facebook, que a sua filha foi baleada no braço.

Aujourd’hui notre fille Jeanne a été victime d’un lâche , elle a reçu une balle dans Le Bras. Elle été prise en charge…

Posted by Christelle Lorho on Tuesday, December 11, 2018

Uma jovem de 18 anos terá sido operada na quarta-feira de manhã e estará agora fora de perigo. Outra pessoa terá ficado gravemente ferida no abdómen e já foi submetida a duas cirurgias de emergência desde terça-feira à noite, escreve o France3.

Os feridos foram encaminhados para vários hospitais da cidade, em particular parta o Strasbourg-Hautepierre, mas também para o Nouvel Hôpital Civil (NHC) e para as urgências da clínica Sainte-Anne.

Cherif Chekatt é o suspeito do tiroteio que causou 3 mortos e tantos outros feridos num ataque em Estrasburgo na noite de terça-feira. Natural de cidade francesa, era conhecido da polícia e estava sinalizado como perigoso.

[Veja no vídeo como Estrasburgo congelou com uma mega-operação]

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
Socialismo

Má-fé socialista /premium

José Miguel Pinto dos Santos

Não é a situação social em Portugal muito melhor que na Venezuela — e que nos outros países socialistas? Sim, mas quem está mais avançado na implantação do socialismo, Portugal ou Venezuela?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)