Reino Unido

May demite ministro da Defesa devido a fuga de informações sobre a Huawei

Primeira-ministra britânica demitiu o ministro da Defesa depois de fuga de informações relacionadas com a Huawei de uma reunião do Conselho Nacional de Segurança.

AFP/Getty Images

Theresa May demitiu o ministro da Defesa do Reino Unido devido a uma fuga de informação sobre uma decisão do Conselho Nacional de Segurança relacionado com a Huawei.

A primeira-ministra britânica disse em comunicado ter “perdido a confiança na capacidade de Gavin Williamson servir no papel de ministro da Defesa e como membro do governo”, depois de concluído um inquérito para descobrir como é que dados de uma reunião daquele órgão sobre a gigante chinesa tinham sido divulgados.

Na carta enviada na noite de terça-feira ao agora ex-governante, e citada por vários órgãos de comunicação britânicos, como a BBC ou o The Guardian, May frisa que se tratava de um assunto de extrema seriedade que se tornou “profundamente desapontador”. Por isso o demitiu tendo já nomeado Penny Mordaunt para a pasta da Defesa que acumulará com a das questões da Mulher e da Igualdade, sendo substituída como ministra para o Desenvolvimento Internacional por Rory Stewart.

Em abril o Telegraph divulgara que May iria permitir que a Huawei participasse de forma limitada no desenvolvimento da rede 5G, como antenas, por exemplo,  apesar dos avisos de alguns dos seus ministros de que isso seria um risco para a segurança nacional e da pressão exercida pelos Estados Unidos em sentido contrário.

Theresa May teria aceitado a intervenção da Huawei em partes menos sensíveis da rede, deixando de fora o núcleo duro das infraestruturas, contra o parecer do ministro dos Negócios Estrangeiros, Jeremy Hunt, o ministro do Interior, Sajid Javid, o da Defesa agora demitido, Gavin Williamson, e o do Comércio Internacional, Liam Fox.

Os ministros britânicos não estão sozinhos nas suas preocupações. Têm sido vários os responsáveis pela segurança de diversos países — com os Estados Unidos em destaque —  a alertar para o perigo do uso de equipamento da Huawei nas redes de telecomunicações por causa da proximidade com o governo chinês e do risco de poder ser usado para efeitos de espionagem.

Na sequência dessa notícia que dava conta das discussões secretas de 23 de abril do Conselho Nacional de Segurança foi aberto um inquérito pelo governo cujas conclusões levaram Theresa May a dar este passo. A chefe do governo justifica que o fez depois de conhecer a conduta de Williamnson nas circunstâncias da divulgação não autorizada de informações da reunião.

Gavin Williamson já reagiu à Sky News, negando qualquer envolvimento na divulgação do teor dessa reunião, dizendo que a decisão teve motivos políticos.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)