O Dia Mundial dos Oceanos celebra-se no sábado, principalmente na praia, com iniciativas de limpeza um pouco por todo o mundo. Para as Nações Unidas, a data este ano vai relacionar-se com o género, para “descobrir maneiras de promover a igualdade de género em atividades relacionadas com os oceanos”, tal como investigação científica, pesca ou migrações.

O objetivo de uma ação de limpeza marcada para a manhã de sábado no Porto é cobrir 2,7 quilómetros entre a praia das Pastoras e a praia do Castelo do Queijo, com escolas, associações, empresas e escuteiros. Nas margens do estuário do Sado, cerca de 100 alunos de escolas locais irão limpar e fazer a campanha por “mariscar sem lixo”, com a participação de mulheres das comunidades piscatórias.

Na praia de São Jacinto, em Aveiro, serão os escuteiros entre 10 e 14 anos a promover a recolha do lixo e a participar em várias atividades didáticas.

Nas praias de Odeceixe, Arrifana e Amoreira, no concelho de Aljezur, o alvo da principal da ação de limpeza promovida será o plástico, tal como no município de Mira. O cenário repete-se em praias de todo o mundo, do Brasil à Califórnia, de Angola a Moçambique, numa tradição iniciada a partir da Cimeira da Terra de 1992, que se realizou no Rio de Janeiro.

Concursos de fotografia, exposições e outras atividades por todo o mundo estão elencadas na página dedicada à efeméride.