Modelo icónico na gama da Fiat, o 500 pode gabar-se de três proezas. A primeira é que é um recordista de vendas, com 6 milhões de unidades comercializadas, mais de 2 milhões das quais desde o seu “relançamento” em 2007. A segunda é que, desde então, evoluiu mas manteve o essencial – aquilo que faz dele um êxito comercial. A terceira é que, nos 12 anos que entretanto se passaram, vestiu muitas “peles”: mais de 30 séries especiais – é obra! A última chama-se Dolcevita e marca as comemorações do 62.º aniversário do citadino italiano.

Tal como o nome indica, esta edição especial inspira-se no que de melhor a vida tem para oferecer e acaba, ela própria, por colocar o 500 no papel de protagonista da Dolce Vita. Remetendo para o glamour e para o estilo de vida dos anos 50, o 500 Dolcevita está disponível nas variantes descapotável e berlina, mas sempre em tons que aludem ao azul do mar e ao branco dos areais.

Exteriormente, a carroçaria é pintada num exclusivo “Branco Gelato”, que contrasta com um friso decorativo vermelho/branco/vermelho, surgindo atrás o emblema cromado “Dolcevita”, em itálico. As jantes de 16 polegadas também são brancas, com a principal diferença entre as duas versões a surgir no topo. A berlina oferece um tejadilho em vidro panorâmico, enquanto o descapotável conta com capota com faixa horizontal branca e azul com logótipo bordado “500”, a vermelho, inspirado nas cadeiras e nos chapéus de praia da Riviera italiana dos anos 60.

No interior, o destaque vai para o tablier em madeira, igualmente realçado por um friso, novos bancos em pele Frau cor de marfim, com emblema 500 bordado, guarnições vermelhas e zona central inspirada na trama do vime. A atenção ao detalhe é tal que nem os tapetes escapam, exibindo extremidades também em cor marfim, para uma total harmonia no habitáculo.

Sob o capot, o cliente tem três alternativas à escolha: o 1.2 de 69 cv, o 0.9 TwinAir de 85 cv e o 1.2 GPL de 69 cv, todos com transmissão manual, sendo que o primeiro pode também ser acoplado a uma caixa de velocidades automática Dualogic.