Rádio Observador

Neymar

Najila, a mulher que denunciou Neymar por violação, acusada de denúncia caluniosa, fraude e extorsão

Queixa foi feita pelo pai do jogador, segundo os jornais brasileiros. Já a modelo também apresentou queixa, mas contra o ex-marido por divulgação de conteúdo erótico.

A modelo brasileiro disse que Neymar a violou num quarto de hotel em Paris em maio

SBT/Twitter

A modelo Najila Trindade, que acusou o futebolista Neymar de a violar, em maio, num quarto de hotel em Paris, está indiciada num processo crime em São Paulo pelos crimes de denúncia caluniosa, fraude e extorsão, depois de uma queixa formalizada pelo pai do futebolista. A informação foi avançada por vários órgãos de comunicação social brasileiros.

Ao mesmo tempo, Najila também apresentou queixa, mas contra o seu ex-marido Estivens Alves, por fraude e divulgação de conteúdo erótico, depois de ter enviado imagens da modelo de 26 anos a um jornalista, para que este as divulgasse, avança o portal G1.

Em agosto, o Ministério Público decidiu não acusar Neymar “por não haver provas suficientes do que foi alegado pela própria vítima”. Recorde-se que a modelo acusava o jogador de a ter violado durante um encontro entre ambos em Paris.

Os inquéritos contra ela e o marido estão, neste momento, em segredo de Justiça e seguiram para o Tribunal de Justiça, onde vão ser apreciados pelos representantes do Ministério Público e por juízes brasileiros.

O advogado de Najila já contestou as acusações de que a sua cliente é alvo. A defesa frisa que, ainda recentemente, fez um pedido de acareação (quando o tribunal pede um confronto entre a alegada vítima e o seu agressor, para apuramento de declarações e testemunhos) entre Najila e o seu ex-marido naquele processo.

Em junho, Najila Trindade apresentou uma queixa-crime contra Neymar alegando que, durante um encontro em Paris, o jogador a tinha agredido e forçado a ter relações sexuais. As acusações foram, de imediato, negadas pelo futebolista, que alegava que a relação tinha sido consentida e se dizia vítima de uma armadilha. O jogador acabaria por tornar públicas as mensagens e imagens íntimas que trocou com a modelo. A polícia considerou os testemunhos de Najila contraditórios e o caso acabaria por ser arquivado em julho, depois de a polícia decidir não acusar a estrela do Paris Saint-German.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcasanova@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)