Os construtores de automóveis estão longe de estar desprovidos de sentido de humor. Alguns – uns mais do que outros – fazem mesmo questão de revelar uma capacidade acima da média para brincar, sendo igualmente capazes de encaixar uma piada mais forte sem perder as estribeiras.

O Halloween é uma época em que se não vale tudo, vale quase tudo. As crianças brincam aos doces ou travessuras, enquanto os adultos podem aproveitar para acompanhar os petizes e, simultaneamente, acertar umas contas. Veja-se o exemplo da BMW e da Mercedes, rivais que disputam o mercado mundial no segmento de luxo, com essencialmente o mesmo tipo de veículos (tracção atrás e motor à frente, excepto raras excepções), o que as obriga a uma colisão de interesses mais frequente do que a que acontece com a Audi, cuja solução é mais tracção à frente e, quando a potência sobe, às quatro rodas.

Nesta época festiva, mais importante para os americanos do que para os europeus, a BMW USA decidiu dar uma “bicada” à Mercedes, publicando no seu Twitter uma foto de um Mercedes E 53 disfarçado de BMW M5, com o comentário “Agora cada carro pode disfarçar-se como o seu super-herói favorito”. Tudo isto com o politicamente correcto hashtag Happy Halloween.

Ora a Mercedes, que não é marca de se ficar e já revelou diversas vezes que o sentido de humor é um dos seus pontos fortes, respondeu à brincadeira da BMW. Obviamente com uma alfinetada. No seu Twitter, a Mercedes escreveu “Boa BMW USA. Isso é que é um disfarce verdadeiramente assustador. Especialmente essa grelha do radiador…”, numa clara alusão não à grelha que a BMW usa no M5, que aparece na foto, mas sim dos futuros M3 e M4, que aumentam de dimensão generosamente.