Diz-se que uma imagem vale mais do que mil palavras mas nesta história, desta vez, são as palavras que tomam o protagonismo. Esta sexta-feira, dia em que Polónia e Rússia anunciaram planos para o regresso dos adeptos aos jogos, dia em que a liga espanhola anunciou definitivamente o retomar da competição e já falou na próxima época, dia em que em Inglaterra já se planeia que partidas terão de ser disputadas em recinto neutro, o jornal L’Équipe tomou definitivamente uma posição sobre o cancelamento da temporada em França.

“Como idiotas?”, pode ler-se em letras garrafais na capa do principal desportivo francês. Acima da questão, surge uma lista que se explica a si mesma: o futebol voltou na Alemanha, vai voltar em Espanha, Inglaterra e Itália e parou definitivamente em França. “Depois do anúncio da retoma da Premier League e da Serie A, a Ligue 1 fica isolada dos cinco grandes campeonatos europeus a não reiniciar. Jean-Michel Aulas, presidente do Lyon, ainda luta para que esta decisão seja revista”, pode ainda ler-se na capa, numa referência a Aulas, que enviou uma carta ao governo do país a criticar a decisão de terminar prematuramente a temporada e a pedir uma reavaliação da decisão.

Como alternativa, e referindo desde logo que vai avançar para a justiça se a decisão não for revertida, o presidente do Lyon sugeriu a criação de um torneio com quatro equipas, à porta fechada, em julho: isto para preparar as finais da Taça de França e da Taça da Liga que, ao contrário do campeonato, não foram canceladas e permanecem ainda sem data. Aulas quer então que os três clubes que vão disputar estas finais — PSG, Saint-Étienne e Lyon — possam preparar-se dentro dos relvados e a jogar, com o acréscimo do Lille, que de acordo com o presidente está “disponível para ajudar”. Para já, ainda não existe qualquer resposta por parte das autoridades francesas.

Além de ficar, como refere o L’Équipe, totalmente isolada dos cinco principais campeonatos da Europa, França fica ainda à margem de Portugal, Polónia, Rússia, Hungria, Dinamarca, Áustria e Suíça, tudo países onde o futebol ou já retomou ou vai retomar no início de junho. A par da Ligue 1, também na Escócia, na Holanda e na Bélgica se decidiu terminar desde já as épocas, com Celtic, Ajax e Club Brugge a serem coroados campeões nacionais, assim como o PSG.