A Madeira registou mais um caso de infeção por Covid-19, elevando o total para 99, dos quais 93 estão recuperados e seis permanecem ativos, anunciou esta segunda-feira o Instituto da Administração da Saúde.

Hoje, há um novo caso positivo a reportar, tratando-se de um viajante testado à Covid-19 no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira, que estava em estudo desde o dia de ontem [domingo]”, refere o boletim epidemiológico do IASAÚDE sobre a situação da pandemia na região.

No total, diz o IASAÚDE, a região regista 99 casos confirmados de Covid-19, dos quais 93 são casos recuperados e seis são casos ativos.

Os seis casos ativos consistem em casos importados, identificados no contexto das atividades de vigilância implementadas na Unidade de Rastreio de Covid-19 do Aeroporto da Madeira. Três têm residência na região e três são não residentes”, revela, acrescentando que “apenas um doente se encontra ainda na Unidade de Internamento Polivalente dedicada à Covid-19 no Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde realizou os testes confirmatórios”.

O IASAÚDE informa que até ao dia 13 de julho foram contabilizadas na Região Autónoma da Madeira 1.556 notificações de casos suspeitos de Covid-19, 1.457 das quais não se confirmaram.

À data, 7.884 pessoas estão identificadas e acompanhadas pelas autoridades de saúde dos vários concelhos da região, agora com recurso a uma aplicação (MadeiraSafeToDiscover), sendo que 4.128 daquelas estão em vigilância ativa.

No que respeita ao total de testes à Covid-19 realizados na região, foram processadas 30.334 amostras (até ao fim do dia domingo).

No contexto da operação de rastreio de viajantes à entrada nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo, foram reportadas 5.758 colheitas para teste à Covid-19 realizadas no local (até às 18:00 desta segunda-feira).

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 569 mil mortos e infetou mais de 12,92 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.662 pessoas das 46.818 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.