A GNR e a PSP realizaram entre 1 de julho até quinta-feira 1.056 autos de contraordenação e 48 detenções, por incumprimento das regras previstas no âmbito da situação de calamidade, contingência e alerta devido à pandemia de Covid-19.

Segundo os dados destas duas forças de segurança, divulgados esta sexta-feira em comunicado pelo Ministério da Administração Interna, dos 1056 autos, as infrações mais frequentes foram o incumprimento das regras de consumo de bebidas alcoólicas na via pública (500 autos), seguido do incumprimento das regras de ocupação nos locais abertos ao público (153) e a falta de uso de máscara nos estabelecimentos, salas de espetáculos ou edifícios públicos (137).

Estas autoridades indicaram ainda 117 autos por incumprimento do uso de máscara nos transportes públicos, 66 por aglomeração de pessoas, 56 por desobediência dos horários de funcionamento dos estabelecimentos.

Neste período, foram ainda encerrados 112 estabelecimentos e suspensa a atividade de outros 55, pelo incumprimento das regras de funcionamento (nomeadamente ao nível da possibilidade de abertura ao público, horário de funcionamento ou regras de permanência no espaço reservado a clientes).

Foram ainda efetuadas 48 detenções por desobediência ao acatamento das ordens emanadas pelas Forças de Segurança.