O ator Robert Pattinson testou positivo para o novo coronavírus, dias depois de terem sido retomadas as gravações do novo filme do super-herói Batman, do qual é protagonista. O estúdio já voltou a suspender os trabalhos.

Num comunicado emitido na última quinta-feira, a Warner Bros. indicou que as “filmagens estão temporariamente paradas”, depois de um “membro” da ter testado positivo. Os responsáveis pela grande produção não identificaram o elemento em questão, apenas garantiram que este se encontra “isolado de acordo com os protocolos estabelecidos”.

A rodagem do novo filme de Batman decorria há cerca de três meses nos arredores de Londres quando, em março, a pandemia levou à sua suspensão. Na altura, com a produção praticamente a meio, segundo o The Washington Post, o estúdio previa uma paragem de três semanas, mas os trabalhos só voltaram a arrancar no início desta semana, quase seis meses depois.

O elenco desta nova versão do herói de banda desenhada, realizada por Matt Reeves, conta com nomes como Paul Dano, Zoë Kravitz, Colin Farrell e Jeffrey Wright. Num outro papel que não o de Bruce Wayne, Robert Pattinson, de 34 anos, é ainda um dos atores do elenco de “Tenet”, filme de Christopher Nolan que viu a sua estreia sucessivamente adiada por causa da pandemia.

Apesar dos percalços, a chegada aos cinemas do novo Batman não sofreu alterações. O filme continua a ter estreia marcada (nos Estados Unidos) para outubro de 2021.