A UEFA autorizou esta terça-feira o AZ Alkmaar a viajar até Nápoles para jogar na quinta-feira na Liga Europa, embora 13 dos seus futebolistas estejam infetados com o novo coronavírus e não possam jogar. “Vamos disputar o desafio, segundo informou a UEFA, a menos que as autoridades locais o proíbam”, esclareceu o clube dos Países Baixos, que prevê deslocar-se a Itália com somente 17 futebolistas.

Membros da autarquia de Nápoles pediram às autoridades italianas para colocar a equipa adversária em quarentena, o que impediria a viagem, com a decisão da suspensão da partida a depender das autoridades sanitárias regionais. Oito dos 13 casos foram detetados apenas esta terça-feira e, segundo o AZ Alkmaar, “a maioria não revela queixas”.

Na sexta-feira, o clube revelou nove casos positivos — quatro deles de futebolistas — mas isso não impediu o desafio da quinta jornada do campeonato com empate 2-2 com o VVV Venlo.

O protocolo da UEFA defende que um jogo pode realizar-se sempre que um clube afetado pela pandemia tenha pelo menos 12 jogadores de campo e um guarda-redes do plantel principal disponíveis, já que o resto do grupo pode ser completo com atletas da formação.