O radiotelescópio gigante do Observatório de Arecibo, em Porto Rico, que tinha uma estrutura de 900 toneladas suspensa sobre uma parabólica refletora colapsou na manhã desta terça-feira.

O colapso da estrutura aconteceu às 8 horas locais e foi filmado por drones no local. O vídeo foi divulgado esta quinta-feira e mostra (a partir do segundo 57) os cabos a rebentar e a queda inevitável da plataforma.

A estrutura já estava bastante danificada e em risco de queda desde novembro, altura em que dois cabos partiram. A decisão para a desmantelar já tinha sido aprovada pelas autoridades locais, mas a estrutura cedeu sem dar tempo para uma demolição planeada.

O diretor do Instituto Espacial da Florida (responsável pela gestão do radiotelescópio), Ramon Lugo, disse que “sentiu um aperto no estômago” quando soube do desabamento da estrutura que “tanto trabalho árduo deu a ser restaurado”.

O telescópio estava há 57 anos ao serviço da Fundação de Ciência Nacional (FCN) dos Estados Unidos.

Segundo o Público, apesar do estrondo e dos estragos causados, não há feridos a registar na sequência da queda.

As autoridades locais abriram uma investigação à queda da estrutura de investigação. Há dúvidas, por exemplo, se os cabos tiveram a devida manutenção ao longo dos anos, escreve a Nature. Um dos principais cabos da estrutura, que rebentou em novembro, tinha a data de construção do observatório, 1963.

Ramon Lugo afirmou que, apesar do encerramento temporário da Fundação, os trabalhadores vão continuar a receber os seus rendimentos e que o objetivo é “continuar a fazer investigação espacial em Porto Rico”.

Atualizado dia 4 de dezembro, às 12 horas, com um vídeo do colapso do observatório de Arecibo