Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O número de óbitos voltou a aumentar e o país voltou a igual o segundo pior dia em termos de mortes pela Covid-19. Nas últimas 24 horas registaram-se 87 óbitos, mais 14 do que na véspera, dia em que houve 73 mortes.

O número de mortes baixou ao longo da última semana, mas este domingo voltou a aumentar. 28 de novembro foi o segundo pior dia relativamente aos óbitos, também com 87 mortes, sendo que o número mais elevado (91) foi registado a 16 de novembro.

Cuidados intensivos em novos máximos. Segundo pior dia de sempre em número de óbitos

Dos 87 óbitos, 50 foram registados na região do Norte, 21 em Lisboa e Vale do Tejo, 14 no Centro e dois no Alentejo. As vítimas mortais são:

  • 30 homens e 33 mulheres com mais de 80 anos;
  • 10 homens e quatro mulheres com idades entre os 70 e os 79 anos;
  • quatro homens e duas mulheres entre os 60 e os 69 anos;
  • três homens entre os 50 e os 59 anos;
  • uma mulher entre os 40 e os 49 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Após um pico, novos casos voltam a descer. Norte com 60% das novas infeções

Depois de este sábado se ter registado uma subida abrupta das novas infeções pelo novo coronavírus, o número de novos casos voltou a descer este domingo, regressando assim à tendência decrescente que vinha a sentir desde finais de novembro.

Nas últimas 24 horas, de acordo com os dados avançados no boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS), contabilizaram-se 3.834 novos casos, menos 2.253 do que este sábado (6.087). À exceção deste sábado, na última semana o número de novas infeções tem variado entre os três mil e os quatro mil casos, sendo que este valor aumentou desde quarta-feira, dia 2, até a este sábado. Este domingo voltou a baixar.

Portugal contabiliza 332.474 casos confirmados de infeção e 4.963 óbitos desde o início da pandemia.

O Norte continua a ser mais afetada. Dos novos casos, 2.258 foram registados na região, o que representa 58,9% do total de novos casos registados nas últimas 24 horas. Este sábado, a região tinha contabilizado 49,2% dos novos casos.

Boletim DGS. Portugal com maior número de casos de Covid-19 desde 26 de novembro

Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com mais 773 casos (20,2%) e a região Centro mais 500 casos (13%). No Alentejo registaram-se 215 novas infeções (5,6%) e no Algarve 62 (1,6%). A Madeira contabilizou mais quatro casos (0,1%) e os Açores mais 22 (0,6%).

Internamentos voltam a subir

De acordo com o boletim deste domingo, há 3.268 pessoas internadas devido à Covid-19 em Portugal, mais 39 casos do que ontem. Destes casos de internamento, há 514 em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos três casos relativamente a este sábado.

Contabilizaram-se ainda 895 novos casos ativos de Covid-19, num total de 74.456. 243.055 pessoas recuperaram da Covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 2.852 casos de recuperação, um número bastante inferior ao deste sábado (6.165).

Há ainda mais 223 contactos em vigilância nas últimas 24 horas, num total de 77.420.