O Estado do Vaticano iniciou esta terça-feira a sua campanha de vacinação contra a Covid-19 entre seus habitantes e funcionários e nestes dias também serão vacinados o Papa Francisco e o emérito Bento XVI.

Segundo o diretor de comunicação do Vaticano foi instalada uma sala para vacinar no átrio do salão Paulo VI, não adiantando contudo quem será a primeira pessoa a ser vacinada.

A Direção de Saúde e Higiene da Cidade do Vaticano já anunciou que cerca de 10.000 vacinas foram reservadas à farmacêutica Pfizer. As primeiras doses chegaram nesta terça-feira, de acordo com o que foi apurado,

A vacinação começou para cerca de 3.000 funcionários e parentes e 800 residentes do Vaticano. Como nos demais países, os primeiros serão os profissionais de saúde e os idosos.

O Vaticano acrescenta que não vai vacinar menores de 18 anos porque “ainda não foram realizados estudos que incluam esta faixa etária”, enquanto “para os alérgicos é sempre aconselhável uma avaliação médica antes de fazer a qualquer tipo de vacinação “.

Numa entrevista recente, o Papa Francisco, de 84 anos, anunciou que também será vacinado, embora o Vaticano não tenha divulgado a data.

“Acredito que eticamente todos têm de ser vacinados. É uma opção ética porque diz respeito à sua vida, mas também à dos outros”, disse Francisco nesta entrevista.

Também o Papa emérito, Bento XVI, de 93 anos, receberá a vacina contra o novo coronavírus, de acordo com o que disse o seu secretário pessoal, Georg Gänswein.