Passam apenas cinco dias desde que começou a fase de entrega de declarações de IRS mas vários contribuintes terão recebido já e-mails, alegadamente enviados por parte da Autoridade Tributária (AT), a pedir dados pessoais e bancários para que seja possível proceder ao reembolso de impostos.

Esta segunda-feira, através do Twitter, a Autoridade Tributária e Aduaneira deu conta da situação e deixou o alerta: os e-mails em questão não foram enviados pelo fisco, fazem parte de um esquema “fraudulento” e devem ser eliminados “de imediato”.

No aviso partilhado naquela rede social, a Autoridade Tributária anexou um exemplo de um dos e-mails que terão sido enviados, parte de um esquema de “phishing”, que pretende aceder a dados confidenciais.

Já em novembro do ano passado, a AT tinha alertado para um esquema idêntico. Se nessa altura os contribuintes eram informados de que tinham direito a um reembolso de 125,20 euros, e que só tinham de clicar no link constante do e-mail para receber o dinheiro, agora o valor anunciado é ligeiramente menor: 105 euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os e-mails a partir dos quais estas mensagens falsas foram enviadas, também são diferentes, mas ambos contêm referências à Autoridade Tributária ou ao Portal das Finanças. Em ambos os casos, reforça o Fisco, são falsos e devem ser ignorados.