Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica tem regresso marcado entre os dias 1 e 16 de maio com um programa misto, que inclui 14 espetáculos presenciais, 10 online, 7 estreias absolutas e outras tantas nacionais. A programação da 44.ª edição do festival, apresentada esta terça-feira, gira em torno da ideia de sustentabilidade em vários eixos: ambiental, política, individual, afetiva, sexual e mental. “Fomos ao encontro de discursos de resistência, que questionavam e questionam o status quo lançando alternativas a modelos vigentes, procurando também ser sensíveis às questões da normatividade e da marginalização”, explica o diretor artístico Gonçalo Amorim.

No rol de novidades está o lançamento da plataforma FITEI Digital, “pioneira nas plataformas de streaming dedicadas ao teatro em Portugal, onde, além dos espetáculos que integram a programação online, estarão disponíveis para visualização diversos conteúdos complementares em constante atualização”. “Para a edição de 2021 mantivemos todas as obras previstas, assim como os seus eixos temáticos, acrescentando algumas obras novas e umas quantas novidades”, sublinha o diretor artístico.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.