O cabeça de lista da coligação Juntos Somos Coimbra, José Manuel Silva, afirmou esta segunda-feira que os Transportes Urbanos estão a precisar de uma reforma e considerou que as pessoas não são bem servidas e falta organização na empresa municipal.

“É preciso uma reforma dos SMTUC [Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra]”, defendeu o candidato, que falava à agência Lusa no final de uma visita da coligação Juntos Somos Coimbra (PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança) à sede da empresa municipal.

À porta dos SMTUC, um motorista servia de exemplo para a “falta de organização e planeamento” que José Manuel Silva encontra naquela empresa — o autocarro que conduzia avariou e estava à espera que lhe atribuíssem outra viatura.

Os autocarros usados comprados pela autarquia “têm a cara lavada, mas o problema é o coração”, desabafou o motorista.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Esta avaria de autocarros, estes horários que não são cumpridos, é diário e recorrente nos SMTUC”, salientou o também vereador eleito pelo movimento independente Somos Coimbra (cujos elementos integram as listas da coligação pelo Nós, Cidadãos!).

O candidato constatou que o alargamento de linhas foi feito “sem os SMTUC terem capacidade de resposta”.

Não há um sistema que permita às pessoas acompanhar os autocarros em tempo real, a consulta dos horários “é anacrónica” e perde-se a confiança nos transportes sempre que uma das viaturas não cumpre o horário, diagnosticou.

Caso seja eleito, José Manuel Silva promete também que vai exigir ao Governo a comparticipação no custo social dos transportes em Coimbra, assim como lutar pela resolução do problema da carreira dos motoristas dos SMTUC.

“Não há nesta cidade um plano de mobilidade e transportes”, constatou, salientando que a casa está “mal gerida” e precisa de uma pessoa competente, apontando para a sua número três, a vereadora eleita pelo movimento e docente da Universidade de Coimbra, Ana Bastos.

À agência Lusa, Ana Bastos realçou que é fundamental avançar com bilhética integrada e com um sistema de informação integrado, que permita que cada utente possa saber onde está cada um dos autocarros e a que horas chega.

Para além disso, “é fundamental ouvir diretamente os motoristas”.

“Eles trazem muitas informações do que está errado, do que é preciso corrigir e nas medidas imediatas é preciso responder a esse tipo de queixas, que, por vezes, são muito fáceis de resolver”, constatou.

Para a candidata, é necessário “envolver e motivar os motoristas, renovar a frota e gerir de forma completamente diferente, muito mais aberta e transparente”.

Os candidatos à Câmara de Coimbra são o atual presidente do município, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (Juntos Somos Coimbra), Francisco Queirós (CDU), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (coligação Coimbra é Capital – PDR/MPT) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).