Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Alphonso Davies foi diagnosticado com uma miocardite depois de ter estado infetado com Covid-19. A revelação foi feita esta sexta-feira por Julian Nagelsmann, treinador do Bayern Munique, que indicou que o lateral canadiano vai estar ausente dos trabalhos da equipa nas próximas semanas.

“Ontem [quinta-feira], nos exames de rotina que fizemos com todos os jogadores infetados com a Covid-19, encontrámos sinais de uma miocardite leve, uma inflamação no músculo do coração. É um sinal de miocardite, não é dramático. No entanto, tem que cicatrizar e isso leva algum tempo. Vai estar ausente dos treinos e não estará disponível nas próximas semanas”, disse o técnico bávaro na antevisão da visita ao Colónia, marcada para este sábado e a contar para a Bundesliga.

Alphonso Davies tinha voltado aos treinos na quarta-feira depois de ter testado positivo nos primeiros dias do ano. O lateral de 21 anos torna-se assim o segundo jogador do Bayern Munique a ficar afastado da competição devido a sequelas provocadas pela Covid-19: Joshua Kimmich, que esteve infetado no final de novembro, só voltou aos treinos em 2022 e ao fim de 47 dias depois de lhe ter sido detetado líquido nos pulmões. De recordar que o lateral alemão não estava vacinado, algo que chegou a valer-lhe sanções disciplinares no Bayern, mas já anunciou que decidiu receber as duas doses da vacina depois de ter contraído a doença.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Kimmich e o outro lado da não vacinação (por opção), da proibição de estagiar com a equipa no hotel à parte do salário em risco