Um homem do Estado de Montana foi condenado a três anos e dois meses de prisão pela participação no ataque ao Capitólio dos Estados Unidos, onde foi uma das primeiras pessoas a entrar ilegalmente no edifício, foi divulgado esta quarta-feira.

Joshua Hughes, de East Helena, Montana, foi condenado esta terça-feira em Washington, pelo juiz distrital dos EUA, Timothy J. Kelly, a 38 meses de prisão pelas suas ações durante os aproximadamente 38 minutos em que esteve dentro do Capitólio.

Hughes, de 39 anos, também foi condenado a pagar 2.000 dólares (cerca de 1.900 euros) de indemnização pela participação na insurreição, ocorrida em 6 de janeiro de 2021, quando apoiantes do então Presidente norte-americano, o republicano Donald Trump, procuraram impedir a certificação da vitória eleitoral do democrata Joe Biden nas presidenciais de 2020.

O juiz considerou a invasão do Capitólio “uma desgraça nacional”, segundo referiu o advogado de Hughes, Palmer Hoovestal, ao jornal Independent Record, do Estado de Montana.

Sem a transferência pacífica de poder de uma forma democrática, nós não temos nada. Ele [o juiz] quis enviar uma mensagem de dissuasão geral ao povo de que, quem interferir na transferência pacífica de poder, o faz por sua conta e risco”, acrescentou.

Joshua Hughes e o seu irmão, Jerod Hughes, de 37 anos, declararam-se culpados em agosto de obstrução a um processo oficial.

Os irmãos entraram no edifício através de uma janela partida e Jerod Hughes ajudou a abrir uma porta para permitir que outros manifestantes entrassem no Capitólio, enquanto o Congresso certificava o triunfo de Biden, refere a policial federal norte-americana (FBI) nos documentos de acusação.

Joshua e Jerod estavam na frente de um grupo que perseguiu um polícia do Capitólio que tentou conduzir a multidão para longe do plenário do Senado. Mais tarde, os irmãos chegaram à câmara alta do Congresso norte-americano, acrescentam os registos do tribunal.

Jerod Hughes deve conhecer a sua sentença em 6 de janeiro de 2023, data que marca os dois anos da invasão.

Mais de 880 participantes deste ataque foram detidos e centenas condenados em graus variados. Donald Trump é alvo de um inquérito parlamentar para determinar a sua responsabilidade na invasão.

Trump avança com processo judicial para evitar depor no Congresso sobre ataque de 6 de janeiro

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR