Uma fotografia de um longo desfile de motards está a ser partilhada no Facebook com uma legenda que a associa a uma manifestação de apoio a Jair Bolsonaro. De acordo com a informação que está a ser veiculada, a imagem foi captada à saída da cidade de Porto Velho, capital do estado de Rondônia, no norte do Brasil. Os motards estariam a caminho de Abunã, onde uma ponte com ligação ao estado vizinho do Acre foi inaugurada no dia 7 de maio.

A conclusão da Ponte do Abunã, sobre o Rio Madeira, era há muito aguardada pelos habitantes da região. A estrutura começou a ser construída há sete anos para facilitar o acesso ao estado do Acre a partir de Abunã, mas só recentemente foi concluída. Com 1,5 km de cumprimento e mais de 14 metros de largura, é uma das maiores pontes construídas na região da Amazónia, refere o G1. A inauguração, que aconteceu na manhã da passada sexta-feira, dia 7 de maio, contou com a presença de várias autoridades, incluindo o presidente brasileiro, razão da alegada deslocação dos motards de Porto Velho para Abunã.

Uma pesquisa permite, no entanto, concluir que a fotografia não mostra uma manifestação de apoio a Bolsonaro em Porto Velho, como sugere o post, mas uma marcha solidária na Lituânia. A iniciativa foi uma de muitas organizadas no país na sequência das muito contestadas eleições bielorrussas, no verão do ano passado, que voltaram a eleger Alexander Lukashenko como presidente.

Svetlana Tikhanovskaia: “Portugal pode ser decisivo nas sanções à Bielorrússia”

Segundo um tweet do site de notícias bielorrusso Nexta, que partilhou a fotografia que está a ser divulgada nas redes sociais, o protesto aconteceu a 23 de agosto de 2020 e juntou cerca de 50 mil pessoas, que formaram um cordão de solidariedade entre a capital da Lituânia, Vilnius, e a fronteira com a Bielorrússia. Junto à estrada, do lado direito, é aliás possível ver algumas pessoas a segurar bandeiras lituanas, com as cores amarelo, verde e vermelho.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Conclusão

A fotografia não mostra uma manifestação de apoio a Bolsonaro no norte do Brasil mas um cordão solidário de apoio aos bielorrussos, na sequência das muito contestadas eleições do verão passado, que voltaram a eleger Alexander Lukashenko como Presidente. A iniciativa aconteceu em agosto do ano passado, muito antes da inauguração da Ponte do Abunã, para onde os alegados apoiantes do Presidente brasileiro se dirigem. A estrutura brasileira foi inaugurada a 7 de maio deste ano.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge