Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Alemanha quer o euro para controlar e disciplinar a Europa e fazer negócios, a seu belo prazer, com a China e com a Rússia, ou quer o euro para a Europa vencer o desafio da globalização, no fundo, estamos perante a germanização da Europa ou a europeização da Alemanha?

A posição alemã, no atual momento, pressionada pelos parceiros americano, russo e turco, mas, também, europeu, é um bom indicador da presente ambiguidade geopolítica, no modo como oscila entre ser um global-player reputado ou um simples european-player, de certa forma prisioneiro da construção europeia.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.