816kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Henrique Pereira dos Santos

Convidado

Artigos publicados

Natureza

Bisontes

Espanta-me a tranquilidade com que a introdução de espécies exóticas numa espécie de jardim zoológico de grande dimensão é apresentada como uma acção de conservação da natureza, sem discussão prévia.
Natureza

Do jardim à paisagem

No fundo, os responsáveis pelo nosso sistema de ordenamento do território actuam como os donos de jardins que insistem em plantar árvores com raízes para cima, por razões que não consigo compreender.
Ambiente

Um erro no ordenamento do território

Ao distinguir as propriedades em que se pode construir e aquelas em que não se pode o Estado interfere no valor relativo dos terrenos abrindo espaço à corrupção, à escassez e ineficiência dos mercados
Pedro Passos Coelho

Aquém da troica

O que sucedeu, e é verificável, é que o Governo de Passos Coelho ficou bem aquém da troica e ainda assim conseguiu o que o PS não tinha conseguido: criar confiança nos mercados e retomar a normalidade
Bloco de Esquerda

A avó de Mariana

Mariana, como vários outros políticos, usam frequentemente este truque porque sabe que mentir descaradamente é mediaticamente irrelevante, desde que a mentira esteja ao serviço do lado certo.
Eleições

Dúvidas e certezas de um eleitor liberal

Votando, como voto, num círculo eleitoral em que vários partidos elegem deputados, tanto me faz que os eleitores votem na AD ou na Iniciativa Liberal, desde que votem contra a coligação PS/ jornalismo
Administração Pública

Serviço público a propósito de fogos

O que queria realçar neste artigo não é tanto a substância do que foi dito, mas sim a raridade da postura de Tiago Oliveira entre os altos quadros da nossa administração pública.
Incêndios

Recentrar a discussão sobre a gestão do fogo

Um Plano de Acção que tem 97 projectos previstos torna muito difícil a identificação dos efeitos reais da alocação de meios, mesmo que, como é o caso do relatório, esteja toda a informação disponível.
Política

E depois ficámos mais pobres

“E depois?” Depois ficámos todos mais pobres com a falta de respeito do Estado pela propriedade privada e pela facilidade com o que o Estado se isenta a si próprio das obrigações que impõe a terceiros
Floresta

Economia do fogo

Faz sentido desenhar uma proposta que procure criar, a partir do dinheiro dos contribuintes, uma economia do fogo que respeite as condições essenciais para a existência de mercados eficientes.
Oficina da Liberdade

Do lado das bruxas

Os denunciantes, os caçadores de bruxas, orgulham-se das suas acções porque não têm a menor dúvida sobre a sua superioridade moral na defesa da comunidade.
Polémica

A bizarra defesa das ditaduras por Pacheco Pereira

Pacheco Pereira é apenas o símbolo de como as elites instaladas podem ir longe na manipulação da informação para manter intocada visão hegemónica da sociedade que lhes garante a sua posição dominante.
Jornalismo

A redacção do Observador e a epidemia

A redacção do Observador tinha a obrigação moral de se manter solidamente ancorada aos princípios base do jornalismo, em vez de se convencer de que tem o papel social que se atribui ao poder.
Coronavírus

O mito do Natal

Depois de todos os modelos falharem haverá alguma razão para eu dar algum crédito ao mito do Natal com base no qual têm estado a ser feitas previsões sem qualquer aderência ao que depois se verifica?
Universidade de Coimbra

Fraca carne

Substituir carne por peixe (ou por vegetais), sem saber de que sistemas de produção (e de que ciência) estamos a falar é completamente vazio do ponto de vista da sustentabilidade ambiental.
Incêndios

“Tem um piquinho de azedo”

Se eu estivesse doente e me aparecesse um médico à porta para me sensibilizar para a doença, em vez de trazer remédios que pudessem ajudar, não posso garantir que não o correria em autêntico vernáculo
Incêndios

“Portugal sem fogos”, uma ideia criminosa

Cada êxito no combate a um fogo é mais um passo para o desastre futuro ao favorecer a acumulação de combustível. É pois tempo de abandonarmos por completo a ideia peregrina de um Portugal sem fogos.
Natureza

E, no entanto, há fogo posto…

A questão não está em saber por que razão começa um fogo, mas sim por que razão, em alguns dias, não se conseguem parar.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos