O Estado conseguiu arrecadar mais 524 milhões de euros em impostos nos primeiros quatro meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, mesmo sem grandes alterações nos impostos durante este ano, mas só o IRS contribuiu com 391,5 milhões de euros.

O Ministério das Finanças divulgou hoje a execução orçamental até abril, e só nos primeiros quatro meses o Estado cobrou mais de 11 mil milhões de euros em impostos. Deste bolo, 4.339,2 milhões de euros dizem respeito a receitas com IRS e outros 4.435,2 milhões de euros a receitas de IVA.

A receita com IRS foi mesmo a que mais cresceu em valor, mas há outros dois impostos que registam um crescimento expressivo: o imposto sobre veículos subiu 40,8% (42,7 milhões de euros) e o imposto único de circulação, conhecido como selo do carro, mais 17,7% (mais 12,7 milhões de euros).