O secretário de Estado norte-americano disse hoje que a retirada do pessoal diplomático da embaixada de Washington em Tripoli foi provocada pelo “risco real” de violência na Líbia.

Kerry acrescentou que os Estados Unidos “suspenderam” as operações diplomáticas na Líbia, mas não encerraram a embaixada que continua a funcionar com uma equipa reduzida.

O secretário de Estado falava aos jornalistas em Paris, onde decorre uma reunião internacional sobre a situação em Gaza.

A decisão dos Estados Unidos sobre a retirada dos diplomatas de Tripoli acontece poucas horas após o governo líbio ter alertado que os confrontos podem generalizar-se por todo o país.

Os confrontos entre milícias rivais prolongam-se há 13 dias, na capital da Líbia.