Uma mulher de 22 anos apareceu morta num abrigo em Argoed South-Wales, Inglaterra. A polícia recusa-se a comentar o caso, mas fontes da investigação contaram ao Guardian que há suspeitas de canibalismo. O cadáver da mulher terá sido mordido e terá sofrido ferimentos faciais graves.

O assassino, Matthew Williams, foi morto no local pela polícia. Era conhecido por Fifi e foi recentemente libertado da cadeia depois de ter cumprido pena por ter atacado violentamente uma mulher. As semelhanças com o filme de Jonathan Demme são bastante visíveis e uma moradora da região também se lembrou do caso: “Ele tornou-se um Hannibal Lecter”.

Os vizinhos contaram ao jornal britânico que o homem quebrou as regras do abrigo e entrou no quarto da vítima para tomar uma bebida. Várias horas depois, a polícia foi chamada ao local depois do homem se recusar a sair do quarto e a deixar entrar o segurança, que suspeitava de qualquer coisa fora do normal.

O Presidente da região de Caerphilly, onde fica o abrigo de Argoed, já veio mostrar a sua consternação pelo caso, assegurando que “toda a gente está em choque. Argoed é um ótimo sítio para se viver.” Até à data não tinha havido situações de alarme com os sem-abrigo do centro, nem momentos de tensão com moradores. “Não temos tido problemas. As pessoas que ali vivem [no abrigo] não podem beber nem fumar, por isso vão para os campos fazê-lo. Às vezes há carrinhas da polícia se tiver havido uma luta entre eles ou assim mas, tirando isso, é uma rua calma”, refere um morador.

A polícia continua a investigar o caso e a morte do suspeito na sequencia do uso de um taser. O porta-voz da polícia local contou ao Guardian o que aconteceu, não revelando porém existir qualquer suspeita de canibalismo.

 “Às 1h23 da madrugada de quinta-feira, fomos chamados por causa de um incidente no abrigo Surhow Arms, onde um homem tinha atacado uma mulher. À chegada, tanto o homem como a mulher permaneciam no local. Foi usado um taser e o homem foi detido.

Foi declarado o óbito da mulher, que tinha ferimentos locais. O homem recebeu os primeiros socorros, mas sem sucesso. Não estamos à procura de mais ninguém com ligação ao acidente e a investigação está neste momento a decorrer”.