A mãe de Michael dos Santos, o lusodescendente que terá deixado a França para se juntar à Jihad, diz não reconhecer o filho no último vídeo libertado pelo Estado Islâmico (EI). Ana dos Santos diz que o filho é o rapaz, de 22 anos, que exibe várias armas de guerra em fotografias divulgadas na rede social Twitter, mas que não é ele quem aparece no vídeo onde são decapitados 18 prisioneiros sírios.

Um  dias depois de as autoridades francesas terem confirmado que seria Michael dos Santos um dos jihadistas presentes no vídeo, Ana dos Santos afirmou à BFM-TV que aquele não era o seu filho. “Eu reconheço o meu filho nesta foto”, diz ela perante uma fotografia do filho no Twitter, que usa o nome de guerra Abou Uthman.

“Aqui [no vídeo] não é o meu filho. Não o reconheço. Já o disse à DGSI [Direção Geral de Segurança Interna] ontem e hoje”, explicou.

“Ele tem uma cara mais alongada e um olhar que não é o dele”. Ainda assim, a mãe de Michael assume que foi interrogada ao longo de tantas horas e que lhe perguntaram insistentemente se teria a certeza que, a dada altura, chegou a ter dúvidas. “Não sei mais se é o meu filho ou não, quanto mais olho para a foto, mais dúvidas tenho. Não o reconheço”, respondeu.

michael

Uma imagem retirada do vídeo (à esquerda) e a fotografia do lusodescendente

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo o jornal Le Monde, os serviços de informação franceses nunca afirmaram que a Ana dos Santos tinha reconhecido o filho nas imagens do vídeo mais longo e mais pormenorizado divulgado pelo EI.

Poucas horas antes de se ter conhecido o testemunho de Ana, surgiu uma nova conta no Twitter em nome de Abou Uthman – que também já foi suspensa. A conta pertencerá a Michael:

“J’annonce clairement que ce n’est pas moi présent dans la vidéo”. (tradução livre: Anuncio abertamente que não sou eu quem aparece no vídeo).

— abou_uthman_6 (@عبد الودود الفرنسي)

la france, les médias, service de renseignement font bien rire, tous des clowns (tradução livre: a França, os media, o serviço de informações fazem rir, são todos palhaços)

— abou_uthman_6 (@عبد الودود الفرنسي)

le pire, c’est que ma famille leurs ont bien dit que non ce n’était pas moi, ils ont reconnu direct que c’était pas moi. (tradução livre: o pior, é que a minha família disse-lhes que não era eu, eles viram logo que não era eu)

— abou_uthman_6 (@عبد الودود الفرنسي)